Literatura CNEC

Fórum destinado à discussão de obras literárias. O objetivo deste fórum, além disso, é substituir a avaliação tradicional, e fomentar reflexões mais profundas.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

  A Noite dos Capitães

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Flávio Machado
Admin
avatar

Mensagens : 86
Data de inscrição : 10/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: A Noite dos Capitães   Seg Jul 06, 2015 11:43 am

Citação :
"Pedro Bala achava que o negro era bom e não se cansava de dizer:
- Tu é bom, Grande. Tu é melhor que a gente. Gosto de você - e batia pancadinhas na perna do negro, que ficava encabulado."
- Capitães da Areia, 45ª edição, página 28.

No segundo capítulo várias personagens aparecem. Vamos iniciar a discussão com algumas perguntas sobre elas:

1) Descreva os personagens “João Grande” e “Sem-Pernas”.
2) Por que o personagem João José foi apelidado de Professor?
3) Qual era o papel do “Sem-Pernas” no grupo?
4) Por que o personagem Pirulito reza?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://literaturacnec.forumbrasil.net
Júlia Maciel

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/04/2015
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qui Jul 09, 2015 6:24 pm

João Grande ingressou nos Capitães da Areia com apenas nove anos, após a morte de seu pai. É o mais alto e forte do grupo. Apesar de não ser um dos mais espertos dos meninos, o que lhe falta em inteligência é compensado pela sua extrema bondade.
João José passou a ser apelidado de Professor após ler um livro no qual aprendeu a fazer mágicas. Além disso, contava as histórias que lia aos meninos do trapiche, e era capaz de, com isso, transportá-los para outros mundos.
O papel do Sem-Pernas era se infiltrar nas casas, procurando abrigo e se passar por um menino bom e pobre à procura de emprego. Com isso, ele coletava informações sobre a família e as fornecia aos Capitães da Areia, que assaltavam a casa alguns dias depois.
Pirulito encontrava na reza carinho e amparo, algo que faltava à maioria dos meninos do grupo, devido à ausência de uma família que os apoiasse e zelasse por eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanna Soares



Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 10, 2015 3:05 pm

João grande se tornou uns dos integrantes do grupo "Capitães da Areia" muito novo, com apenas nove anos, apesar de sua idade é o mais alto e mais forte do grupo. Ele não era muito inteligente como os outros, porém possuía uma bondade que poucos tinham.
Sem Pernas sabia como nenhum afetar uma grande dor e enganar as senhoras, que o haviam tomado por um pobre órfão, ele coletava informações dessas mulheres e passava para os capitães, os quais armavam uma forma de assaltar aquelas casas.
João José passou a ser apelidado como "professor" porque contava diversas histórias aos meninos e também após ler um livro aprendeu a fazer mágicas.
Pirulito é um personagem que é acostumado a rezar pelo fato de encontrar na reza o carinho que ele e seus companheiros não possuíam, pelo simples fato de não terem uma família por perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Augusto Vilela



Mensagens : 29
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 16
Localização : Abaeté-MG

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Seg Jul 13, 2015 11:29 am

João Grande se juntou aos Capitães da Areia com nove nos de idade, é o mais alto e forte dos garotos, tendo apenas treze anos de idade, já cedo ele se fez um dos chefes e participava dos planos de furtos. João Grande não é muito inteligente, mas sua bondade com os outros não tem igual.
João José foi apelidado de professor pois é o único dos Capitães da Areia, que sabe ler e escrever, famoso por suas extraordinárias histórias e seus desenhos.
Sem-pernas foi apelidado assim pois tinha um defeito físico em uma das pernas, um menino triste, com raiva do mundo, cujo papel era se infiltrar em casas de mulheres ricas se passando por órfão e mapear a casa mostrando os lugares onde tinham mais riquezas para um roubo dos Capitães da Areia.
Pirulito encontra seu refúgio do mundo em que viviam os Capitães da Areia rezando, como uma forma de se purificar dos pecados cometidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leonardo Amaral

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Ter Jul 14, 2015 5:58 pm

João Grande, apesar de ter apenas 13 anos, era muito alto e forte, fato que o fazia ser “temido” pelos outros moradores do Trapiche. João Grande, possuía um dom único no grupo: Tinha o coração e a alma “totalmente puros”, o que se contradiz com sua aparência, a qual remete um homem grande e mau.
Já Sem-Pernas, era um garoto coxo, o qual às vezes sofria, às vezes levava vantagem por seu “defeito”. Ele era um dos que mais possuía raiva pelos ricos e guardas. Pois, um dia, fora preso e sofrera muito nas mãos dos guardas, os quais se aproveitaram de seu defeito para fazer piadas e faze-lo sofrer.
João José, foi apelidado de Professor pois, no grupo, era o único que sabia ler e escrever, fato que lhe dava certo “ar” de intelectual, gerando o apelido de “Professor”. Como ele sabia ler, lia praticamente todos os dias o jornal ou histórias de seus livros furtados para os habitantes do Trapiche.
Sem-Pernas tinha um relevante papel nos furtos maiores do grupo. Ele, ia para uma casa em que o grupo pretendia assaltar e, aproveitando de seu “defeito”, pedia para que os donos da casa lhe dessem emprego ou estadia, alegando ser coxo e órfão, não tendo condições de frequentar um trabalho “pesado”. Quando se infiltrava na casa, possuía o dever de fazer o inventário dos bens preciosos e locais para fuga rápida, o que facilitava os Capitães da Areia de roubarem e não serem pegos.
Pirulito reza, pois era sua vocação. Quase todos no grupo possuíam um dom ou uma característica especial, a de Pirulito era rezar. O garoto só se sentia feliz com Deus, rezando e fazendo coisas boas, também morria de medo de ir para o inferno. Ele já até prometera que só furtaria quando necessário, assim se tornaria um cristão digno de servir a Deus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Valadares

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 13/04/2015
Idade : 16
Localização : Na minha Casa

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qui Jul 16, 2015 2:13 pm

João Grande era um menino de 9 anos que era muito forte e alto ,também,muito bondoso.
João José começou a ser chamado de professor depois de ter aprendido muitas mágicas em um livro e também porque conta histórias aos meninos do trapiche.
O Sem Pernas tinha o trabalho de infiltrar nas casas e se fazer de um bom menino, e tinha esse apelido pois uma perna era maior que a outra.
Ele reza para ajudar a encontrar caminho e conforto para todos os meninos do trapiche.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br
Maria Emília Pereira



Mensagens : 26
Data de inscrição : 07/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Seg Jul 20, 2015 3:25 pm

1) João Grande entrou para o grupo dos Capitães da Areia ainda muito jovem e apesar da sua pouca idade era o maior e mais forte dos garotos. Mesmo não sendo um dos mais espertos do grupo era de imensa bondade e respeito.
Sem-Pernas era um garoto pequeno para sua idade, coxo de uma perna, agressivo, individualista.
2) O personagem João José foi apelidado de professor porque era o único que lia corretamente, mesmo estado pouco tempo na escola. Contava histórias de aventureiros, personagens históricos e lendários. Nunca vendia seus livros; pelo contrário, lia-os sempre.
3)  O papel de Sem-Pernas no grupo era penetrar nas casas de família fingindo ser um pobre órfão com o objetivo de descobrir os lugares da casa, onde ficavam os objetos de valor, depois fugia e os Capitães da Areia assaltavam a casa.
4) Pirulito encontrava nas orações o amparo pelo que fazia, para purificar-se de todos pecados que cometia, e pelos furtos para sua própria sobrevivência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Eduarda

avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 07/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Ter Jul 28, 2015 1:49 pm

João Grande entrou nos Capitães da Areia muito novo, depois da morte do seu pai. É o mais forte do grupo, apesar da pouca idade. Mesmo não sendo um dos mais esperto do trapiche, possui uma enorme bondade.
O personagem João José recebeu o apelido de Professor porque era o único do grupo que sabia ler corretamente e que contava histórias de aventureiros para todos do trapiche, e além de tudo, ainda sabia desenhar.
Sem-pernas era um menino coxo. Seu papel dentro dos Capitães da Areia era de penetrar em casas de família, se passando por um menino pobre e órfão, com o objetivo de descobrir onde se encontravam as joias e riquezas do lugar para que os meninos do trapiche fossem assaltar as casas, depois de sua fuga.
Pirulito era um menino de fé, que sempre rezava para encontrar conforto e amparo, procurava nas suas rezas, a amenização dos seus pecados que cometia para sua sobrevivência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gabrielle Winkelstroter



Mensagens : 29
Data de inscrição : 11/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Ter Jul 28, 2015 4:07 pm

João Grande era um garoto forte apesar da pouca idade e é muito respeitado no grupo. Mesmo não sendo muito inteligente, João é considerado muito bondoso.
Sem-Pernas é um menino coxo e revoltado. Carrega no nome e em sua revolta os problemas que sua deficiência lhe causam.

João José, o Professor, foi apelidado assim pois era o único que sabia ler e escrever e também por contar histórias aos seus amigos.

Sem-Pernas era o responsável por entrar nas casas. Tendo como sua perna coxa uma aliada, ele ganhava confiança da família, e assim noticiava á Pedro pertences de valor que poderiam ser furtados.

Pirulito sendo religioso, buscava na reza um meio de se ligar á Deus, ao qual encontrava paz, perdão e atenção.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice Castro



Mensagens : 29
Data de inscrição : 11/04/2015
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Ter Jul 28, 2015 5:45 pm

Após a morte de seu pai,João Grande regressou nos Capitães da Areia.Tinha apenas nove anos de idade,porém,era o mais alto e forte do bando de garotos.Possuía um coração de uma bondade enorme,que compensava,por não ser muito inteligente.Já Sem-Pernas,como o próprio nome diz,era um garoto coxo,que por já ter sido preso,era revoltado e muito agressivo.
João José recebeu o apelido de Professor pois aprendera a fazer mágicas,e era único que sabia ler e escrever,entre todos os meninos.
O papel do Sem-Pernas no grupo dos Capitães da Areia era entrar nas casas,como um pobre orfão,e localizar os objetos de devido valor,para que,após sua partida,os outros garotos roubassem as residências.
Pirulito rezava para pedir perdão por seus pecados,que eram cometidos por questões de sobrevivência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jorge Henrique

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 08/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qua Jul 29, 2015 8:54 pm

João Grande era um garoto de pouca idade, porém tinha porte grande e musculoso, fazendo com que fosse temido pelos demais. Apesar de ser temido, João Grande tinha bom coração e era o protetor dos demais integrantes.
Já Sem Pernas era um garoto coxo e revoltado. Carregava bastante raiva devido à humilhação em causa de sua deficiência.
João José recebeu o apelido de professor porque ele era o mais sábio em termos de escolaridade no grupo. Ele era o que tinha maior habilidade de leitura e o que ensinava os demais os seus saberes.
Sem Pernas tinha a função de espião do grupo. Devido a sua deficiência ele tinha facilidade em se infiltrar em casas de famílias, pois parecia triste e mal cuidado.
O personagem Pirulito rezava porque gostava e se sentia feliz. Ele tinha em mente que poderia se purificar e roubaria apenas quando fosse necessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jorge Henrique

avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 08/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qua Jul 29, 2015 8:59 pm

João Grande era um garoto de pouca idade, porém tinha porte grande e musculoso, fazendo com que fosse temido pelos demais. Apesar de ser temido, João Grande tinha bom coração e era o protetor dos demais integrantes.
Já Sem Pernas era um garoto coxo e revoltado. Carregava bastante raiva devido à humilhação em causa de sua deficiência.
João José recebeu o apelido de professor porque ele era o mais sábio em termos de escolaridade no grupo. Ele era o que tinha maior habilidade de leitura e o que ensinava os demais os seus saberes.
Sem Pernas tinha a função de espião do grupo. Devido a sua deficiência ele tinha facilidade em se infiltrar em casas de famílias, pois parecia triste e mal cuidado.
O personagem Pirulito rezava porque gostava e se sentia feliz. Ele tinha em mente que poderia se purificar e roubaria apenas quando fosse necessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amanda Tavares



Mensagens : 29
Data de inscrição : 15/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qui Jul 30, 2015 9:50 am

Com nove anos João Grande entrou nos Capitães de Areia,após a morte de seu pai.Era o mais alto e forte do grupo,apesar de não ser o mais esperto do grupo, tudo que lhe faltava de esperteza era compensado pela sua bondade.
Sem Pernas era um garoto deficiente,possuia uma perna coxa.Preso e humilhado por policiais Sem Pernas carrega com sigo marcas psicologicas profundas,por isso o ódio de tudo e todos.
João José foi apelidado de professor pois é o intelectual do grupo,o único do bando que sabia ler e escrever,além disso contava histórias aos outros do grupo.
Sem pernas se infiltrava nas casas das familias que pretendiam assaltar,fingia ser um pobre e bondoso órfão.Assim passava todas as informações aos garotos do bando, onde estavam as coisas valiosas,etc.
Pirulito procura em suas rezas, amparo e carinho já que não tem uma familia para cuidar dele.Ele acreditava que por meio dessas rezas podia se purificar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rafael Diniz



Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qui Jul 30, 2015 2:17 pm

João grande era um menino novo, porém o mais forte e portentoso do grupo, apesar de não ser muito esperto era um menino muito bondoso.
Sem-pernas era um garoto coxo e revoltado, sofria muita humilhação devido à sua deficiência. Seu papel no bando era enganar senhoras, se passando por um pobre e bondoso órfão, conseguindo se infiltrar nas casas e passando informações aos capitães de areia.
João José foi apelidado de Professor por ser "a cabeça" do grupo, era o mais inteligente e o único que sabia ler.
Pirulito em suas rezas, procurava amparo, já que ele não tinha família, ele se sentia purificado ao rezar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thais



Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 31, 2015 11:14 am

1-"João grande"- era um menino jovem, porém tinha uma froça inigualavel,apesar de não ser o rapaz mais esperto do grupo ,era um dos mais bondosos
1-3.Já "Sem-Pernas" - era um garoto com deficiência em suas pernas , ou seja era coxo.Sofria um certo bulling devido a tal deficiencia, mas tinha um papel muito importante no bando, se infiltrar nas casas de pessoas ricas como um "espião". Passando inumeras informações para ambos do grupo.
2-João José foi apelidado de "Professor" por ser o mais inteligente do grupo e o unico que sabia e praticava a leitura.
4-Pirulito procurava em suas rezas ,se purificar pelo fato que não possuiam uma familia,procurava tambem atraves das rezas amparo e carinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Virgínia Araújo



Mensagens : 31
Data de inscrição : 13/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 31, 2015 11:50 am

João-Grande entrou para o grupo com apenas nove anos, após a morte de seu pai. Era o mais alto e forte do grupo e o que faltava era inteligência, compensada por sua bondade.

João José foi apelidado como Professor, pois aprendeu a ler e também a fazer mágicas com a ajuda de um livro. Ele recontava as histórias para os meninos, e com isso, levava eles para outro mundo.

Sem-pernas era muito importante. Ele se passava de um pobre menino buscando emprego para não ter que roubar. Com isso, as donas ofereciam emprego, e Sem-pernas observava onde ficavam as preciosidades, depois contava aos meninos do grupo que assaltavam a casa, levando somente o que era valioso.

Deus era o refúgio de Pirulito, que rezava a procura de amparo e carinho. Mesmo roubando, tinha muita fé, pedindo sempre perdão pelos pecados que tinha cometido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Virgínia Araújo



Mensagens : 31
Data de inscrição : 13/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 31, 2015 11:59 am

João Grande entrou no grupo com apenas nove anos, após a morte de seu pai. Era o mais alto e forte do grupo, o que faltava era a inteligência, que ara compensada por sua bondade.

O papel de Sem Pernas era se passar de um menino pobre, que só queria trabalho, para espiar as grandes casas, e localizar as preciosidades, para depois contar para os meninos, que após poucos dias, iriam roubá-las, levando somente objetos de valor.

João José foi apelidado de Professor, pois aprendeu a ler e também a fazer mágicas com a ajuda de um livro, e recontava as histórias que lia para os garotos, levando eles para outro mundo.

Deus era o refúgio de Pirulito, que mesmo depois de roubar, pedia perdão. Ele tinha muita fé. Rezar era sem amparo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Virgínia Araújo



Mensagens : 31
Data de inscrição : 13/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 31, 2015 12:01 pm

João-Grande entrou para o grupo com apenas nove anos, após a morte de seu pai. Era o mais alto e forte do grupo e o que faltava era inteligência, compensada por sua bondade.

João José foi apelidado como Professor, pois aprendeu a ler e também a fazer mágicas com a ajuda de um livro. Ele recontava as histórias para os meninos, e com isso, levava eles para outro mundo.

Sem-pernas era muito importante. Ele se passava de um pobre menino buscando emprego para não ter que roubar. Com isso, as donas ofereciam emprego, e Sem-pernas observava onde ficavam as preciosidades, depois contava aos meninos do grupo que assaltavam a casa, levando somente o que era valioso.

Deus era o refúgio de Pirulito, que rezava a procura de amparo e carinho. Mesmo roubando, tinha muita fé, pedindo sempre perdão pelos pecados que tinha cometido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Luísa Mendes

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 07/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Sex Jul 31, 2015 10:57 pm

1- João Grande, era um garoto de pouca idade, chamado de "negro bom", segundo em comando, porte físico forte e corajoso.
Já Sem-pernas, era um garoto coxo e revoltado por ser constantemente humilhado.
2- O personagem João José foi apelidado de Professor pois, era o único no grupo que sabia ler e escrever, além de desenhar.
3- O papel de Sem-pernas no grupo era: servir de espião se fingindo de órfão desamparado. Devido à sua deficiência, possuía facilidade em se infiltrar nas casas de famílias.
4- O personagem Pirulito reza pois, se sente feliz e amparado por Deus, rezar para ele é um meio de amenizar seus pecados cotidianos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paula Pereira



Mensagens : 28
Data de inscrição : 08/04/2015
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Dom Ago 02, 2015 2:16 pm

1) João Grande após se tornar órfão, ingressa nos Capitães da Areia aos nove anos, é um menino bondoso, alto e forte, sendo esta última característica o motivo de ser temido por muitos. Já Sem-pernas é um menino revoltado, por sua deficiência, sofrera muito e se revoltara.
2) João José, o intelectual do grupo fora apelidado de professor, pois entre todos os meninos, era o único que sabia ler, e assim, sempre lia histórias dos livros roubados para os meninos do trapiche.
3) Sem-pernas era o espião do grupo, se infiltrava nas casas de senhoras com grande facilidade,por causa de sua deficiência, assim passava informações aos Capitães da Areia, como por exemplo qual o melhor local para fuga, e onde se encontrava os pertences mais valiosos, assim posteriormente o grupo entrava nas casas e roubavam.
4) Pirulito era o religioso do grupo, ele rezava porque era assim que ele encontrava carinho, amparo e o perdão para seus inúmeros pecados, ele se purificava por meio das rezas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Getúlio Andrade



Mensagens : 30
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Dom Ago 02, 2015 4:01 pm

João Grande era o menino mais forte do grupo, porem era um dos menos inteligentes, possuía uma imensa bondade e não suportava ver alguém mais fraco apanhar. Sem-Pernas possuía uma deficiência em suas pernas e era o espião do grupo, já que tinha facilidade para entrar nas casas das madames se passando por órfão.
João José foi apelidado de Professor, pois sabia ler e escrever, roubava livros e não os tirava da mão sem te-los lido e contado para as crianças do grupo.
Sem-Pernas era o espião do grupo, já que tinha facilidade para entrar nas casas das madames se passando por órfão. Depois de conhecer toda a casa e seus objetos de valores, ele trazia o grupo para fazer o assalto.
Pirulito reza para que seja perdoado de suas ações, e para encontrar alegria, e amparo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Júlia Faria



Mensagens : 29
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Seg Ago 03, 2015 2:52 pm

1)João Grande era um garoto de 13 anos que havia entrado para o bando aos 9 anos de idade.Era um negro,o mais alto e mais forte dentre os capitães de areia.Já havia sido um dos chefes do grupo e sempre era chamado para participar de todas as reuniões ,não por ser inteligente,mas sim por sua força,motivo qual era temido
Sem-Pernas era um garoto que se fingia de órfão para ser um espião.Tinha problema nas pernas e sofria muito bulling.Tinha muitos ataques de ódio e criticava a todos,talvez movido pela carência,por ser tão desprovido de afeto.
2)Porque lia muito,contava histórias,sabia fazer mágicas aprendidas em livros furtados e dava altos conselhos para Pedro Bala.
3)Sem-Pernas era espião do bando,que entrava nas casas para descobrir onde se guardava os objetos de valor,que poderiam ser roubados.Para isto,fingia-se de órfão desamparado.
4)Para pirulito,a saída de toda aquela miséria era sua fé.Rezava para buscar em suas palavras,seu consolo,sua alegria e um próprio carinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Júlia Faria



Mensagens : 29
Data de inscrição : 07/04/2015
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Seg Ago 03, 2015 3:04 pm

1)João Grande era um garoto de 13 anos que havia entrado para o bando aos 9 anos de idade.Era um negro,o mais alto e mais forte entre os capitães de areia.Já havia sido um dos chefes do grupo e sempre era chamado para participar de todas as reuniões,não por ser inteligente,e sim por sua força,motivo qual era temido.
Sem-Pernas era um garoto que se fingia de órfão para ser um espião.Tinha problema nas pernas e sofria muito bulling.Tinha muitos ataque de ódio e criticava a todos,talvez movido pela carência,por ser tao desprovido de afeto.
2)Porque lia muito,contava histórias,sabia fazer mágicas aprendidas em livros furtados e dava altos conselhos a Pedro Bala.
3)Sem-Pernas era o espião do bando,que entrava nas casas para descobrir onde se guardavam os objetos de valor,que poderiam ser roubados.Para isto fingia-se de órfão desamparado.
4)Para pirulito,a saída de toda aquela miséria era sua fé.Rezava para buscar em suas palavras,seu consolo,sua alegria e um próprio carinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Otávio Maia



Mensagens : 33
Data de inscrição : 16/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Seg Ago 03, 2015 6:56 pm

João Grande era alto e forte, não era muito inteligente, mais era bondoso.
Sem-Pernas era coxo, por isso o apelido, mais tinha um papel fundamental no grupo, ele infiltrava nas casas como ''espião''.
Ele foi apelidado de professor, porque apos ler um livro aprendeu a fazer magicas, e era o único do grupo que sabia ler.
Pirulito rezava para preencher um vazio de carinho que ele sentia falta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lara Xavier

avatar

Mensagens : 22
Data de inscrição : 10/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   Qui Ago 06, 2015 3:45 pm

1) - João Grande era muito novo quando entrou para os Capitães da Areia. Mesmo tendo pouca idade era o mais alto e mais forte. Não era o mais esperto mas era muito bondoso e tinha bastante respeito pelos outros intrigantes.
- Sem Pernas era um garoto deficiente e revoltado, por ter problema em uma das pernas recebeu esse apelido.

2) João José era chamado de professor porque era o mais intelectual, sabia ler e escrever bem e era bastante inteligente.

3) Sem Pernas tinha o papel de ser adotado por famílias ricas. E levava informações para ajudar o grupo nas invasões e roubos de objetos valiosos.

4) Pirulito rezava porque tinha muita fé e procurava o perdão por seus pecados que cometia para ajudar o grupo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Noite dos Capitães   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Noite dos Capitães
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» SBSV a noite
» Carro ligado a noite toda
» Pouso SBBH a noite FSX vs REAL
» Apresentação no Fórum Selos do Brasil - Boa noite a todos!
» XP10 -Teste - Dia vs Noite

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Literatura CNEC :: Capitães da Areia (Jorge Amado)-
Ir para: