Literatura CNEC

Fórum destinado à discussão de obras literárias. O objetivo deste fórum, além disso, é substituir a avaliação tradicional, e fomentar reflexões mais profundas.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Flávio Machado
Admin
avatar

Mensagens : 86
Data de inscrição : 10/11/2014
Idade : 28

MensagemAssunto: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Seg Ago 10, 2015 11:44 am

Citação :
Quando os negócios pediam que eu ficasse na cidade, tomava compartimento em qualquer estalagem do largo da Quitanda. Serenados os trabalhos da mudança, estudei, ajudado pelo dr. Pernambuco Nogueira, uma raposa da Justiça, as heranças de Simeão. Na companhia de quatro campeiros percorri as posses todas, da cauda ao pescoço, sem deixar de vasculhar o mais desimportante pé de pau. Nos currais de Mata-Cavalo gastei semana e meia em vistoria. Conferi as medidas das escrituras e vi que em muita parte, pela velhice de meu avô, vizinhos de mau caráter tinham adentrado mourões e aramados em prejuízo do que era meu.

Faça um breve e objetivo resumo do segundo capítulo da obra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://literaturacnec.forumbrasil.net
Anna Luiza Monteiro



Mensagens : 23
Data de inscrição : 12/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Qui Ago 13, 2015 4:47 pm

Ponciano, em sua juventude, deixa crescer uma longa barba e segue frequentando casas de "moças desencaminhadas" e leva uma vida boêmia. Com a morte de seu querido avô, que lhe deixa de herança toda sua riqueza, o jovem se muda para o Sobradinho junto com Francisquinha. Ponciano tem desejo de casar-se e a candidata à noiva que lhe aparece é uma prima, que logo é rejeitada por ser muito magra.
A vida boêmia de Ponciano, não lhe ensina nada sobre pastos, o que o leva a trazer Juquinha Quintanilha para ajudá-lo.
Devido às obrigações de cuidar dos pastos e currais de Mata-Cavalo, Ponciano vira um andarilho.
Mais tarde, é ameaçado de morte por Cicarino Dantas, que contrata um pistoleiro para matá-lo, que acaba sendo preso. O coronel o ajuda e Cicarino e Ponciano fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LauraAlbuquerque02



Mensagens : 9
Data de inscrição : 13/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Qui Ago 13, 2015 7:49 pm

O coronel continuou na vida de "vadiagem" que levava, porém quando seu avô faleceu, Ponciano se mudou para o Sobradinho com Francisquinha(negra que cuidou dele) com o intuito de cuidar das terras e criações de seu querido avô. Por não ter nenhum conhecimento sobre terra, criações, fazendas, Ponciano trouxe para a fazenda Juquinha Quintanilha que o ajudou bastante na administração de sua terras. Durante esse capítulo ele recebeu uma proposta de casamento com uma prima, mas não se interessou, por ela ser muito magra.
Com o tempo o coronel foi se acostumando com o Sobradinho e foi se tornando um fazendeiro andarilho.
Também foi ameaçado de morte por Cicarino Dantas, mas logo logo fizeram as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Amélia



Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sex Ago 14, 2015 12:28 am

Ponciano de Azeredo apesar de ter deixado a barba crescer continuava cedendo as tentações carnais. Com a morte de seu avô, Ponciano mudou-se para o Sobradinho para que pudesse tomar conta de tudo o que seu avô o deixará. Mas sua vida de perdição não o havia ensinado nada sobre o campo, nessa parte entra Juquinha Quintanilha para ajuda-ló. Nesse capitulo ele cogitou se casar com a prima, mas, desistiu por esta ser muito magra. Também ocorreu o desentendimento entre Ponciano e Cicarino Dantas, mas, eles logo se acertam e fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eduarda Araújo



Mensagens : 25
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sex Ago 14, 2015 12:54 pm

Em sua juventude,Ponciano deixa crescer uma longa barba e passa o tempo na boêmia,em serenatas.Com a morte do avô Simeão,Ponciano herda a patente e as terras do velho.Começa a pensar em casar-se.Uma prima é recusada por ser magra demais,"um bambu vestido".Muda-se para a fazenda do Sobradinho juntamente com Francisquinha e Juquinha Quintanilha que o ajudou a cuidar de suas terras.O coronel logo vira um andarilho e é ameaçado de morte por Cicarino Dantas.Apesar de dizer que não tinha medo,Ponciano passa a andar cercado de capangas armados,mas logo faz as pazes e se acerta com Cicarino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice Alves



Mensagens : 29
Data de inscrição : 12/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sex Ago 14, 2015 1:29 pm

Com a morte de seu avô, Ponciano herda toda sua riqueza e muda-se para o Sobradinho junto com Francisquinha. Por não conhecer muito sobre terras, criações, foi obrigado a trazer para a fazenda Juquinha Quintanilha para que o ajudasse. Ponciano recebe uma sugestão para se casar com uma prima, mas rejeita, por ela ser muito magra. Com o tempo, devido ás suas obrigações no Sobradinho, ele se torna um andarilho. Depois, Ponciano é ameaçado de morte por Cicarino Dantas, mas logo já fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
João Vitor Valadares



Mensagens : 29
Data de inscrição : 11/11/2014
Idade : 18

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sex Ago 14, 2015 6:50 pm

Ponciano de Azeredo Furtado monta barba na cara, mas as atitudes de "vadiagem" continuam até receber a notícia da morte de seu avô Simeão. Ponciano herda todos os bens do avô, incluindo a patente de coronel. Logo Ponciano arruma pretendente para se casar, mas despacha a moça por ser muito magra. O Coronel Ponciano com o auxílio do Dr. Pernambuco Nogueira estuda e restabelece as terras da herança.
Acontece um pequeno conflito entre o Coronel Ponciano e Cicarino Dantas, mas logo tudo se resolve e os dois fazem as pazes. Ponciano até compra as terras de Cicarino para seu primo Juca Azeredo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Luiza



Mensagens : 29
Data de inscrição : 26/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sex Ago 14, 2015 8:32 pm

Ponciano continuou na sua vida de vadiagem, frequentava a casa de Dada Pereira, que era a pensão das moças desencaminhadas. Seu avô Simeão morreu, deixando como herança para seu neto sua patente e suas terras. Com isso, ele começa a pensar em se casar, mas recusa uma prima por ela ser magra demais (fora dos padrões da época). Muda-se para a fazenda do Sobradinho com Francisquinha. Pernambuco Nogueira orienta Ponciano a enviar uma carta educada aos vizinhos que estavam invadindo suas terras. O Coronel vira um andarilho e é ameaçado de morte por Cicarino Dantas, mas logo os dois fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniana L. Pereira



Mensagens : 4
Data de inscrição : 12/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 11:26 am

Ponciano, ao invés de estudar, vai para a "vadiagem". Certo dia, lhe chega a notícia de que seu avô Simeão havia falecido. Ponciano se muda para a fazenda Sobradinho, com Francisquinha, mulher de posse de Simeão, que cuidava de Ponciano. Mas, como já citado, Ponciano não estudara, e não aprende nada. Ponciano herda todos os bens do avô, mas como não possuía nenhum conhecimento sobre o campo, traz para a fazenda, Juquinha Quintanilha. Além disso, Ponciano recebe uma proposta de casamento, mas não aceita, pela moça ser muito magra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laura Alves



Mensagens : 29
Data de inscrição : 20/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 11:48 am

Ponciano de Azeredo continua com os atos de "vadiagem" de antes, e então recebe a notícia da morte de seu avô. O avô Simeão, deixa a ele como herança todos os seus bens e riquezas, incluindo a patente de coronel. Ponciano muda para Sobradinho com Francisquinha. Logo, ele recebe a proposta de casar-se com uma prima, mas a rejeita por ser muito magra. Com todos os seus deveres/obrigaçoes no Sobradinho, Ponciano se torna um andarilho. Mais tarde é ameaçado de morte por Cicarino Dantas. O Coronel dizia não ter medo, mas começa andar mais protegido, com capangas armados. Isso não durou muito, pois logo fizeram as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Letícia Sousa



Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 3:05 pm

Em sua juventude, o Coronel e Francisquinha mudam-se para o Sobradinho. Ele deixa a barba crescer e frequenta casa de "moças desencaminhadas".
Quando seu avô morre, ele herda toda sua riqueza, e também o respeito que todos tinham por seu avô. Ele recebe a proposta de casar-se com uma prima, mas acaba recusando, pois ela era muito magra.
Coronel recebe ameaça de morte por Cicarino Dantas, e ele diz não ter medo, mas começa a andar acompanhado por capangas, o que logo acaba, pois ele e Cicarino fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luan Alves

avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 20/04/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 6:32 pm

O senhor Ponciano, em sua juventude, continua com suas atitudes inadequadas e sua vida de procrastinação mesmo agora sendo cavalheiro de barba crescida. Após a morte de seu avô, coronel da Guarda Nacional, Ponciano recebe como herança a patente e as terras do falecido. Ponciano, agora um coronel de posses, repensa o rumo que sua vida está seguindo e passa a cogitar a possibilidade de se casar,porém recusa a proposta de matrimonial de sua prima pois a mesma importunamente não possuía as ancas férteis. Logo após se mudar para a fazenda Sobradinho junto a Francisquinha, o coronel toma notícia de que os vizinhos estão invadindo as terras da fazenda e passa então a lutar pela retomada das mesmas, apesar das dificuldades e de ter de lidar com um pistoleiro, tudo acaba bem e as terras são devolvidas para a posse do coronel Ponciano
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
João Vítor Xavier



Mensagens : 27
Data de inscrição : 24/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 6:40 pm

Em sua juventude e já com barba Ponciano não abonadona seu comportamento, e passa a frequentar as casas de moças desencaminhadas. Sinhá Azeredo morre oque não impede Ponciano de continuar sua vadiagem, sua fama cresce devido a um episodio no circo. Em sua juventude ele conhece Branca dos Anjos e seu primeiro amor, porem conhecendo a fama der Ponciano o pai de branca a envia para longe.
Seu avô morre, Ponciano herda as terras e patentes de seu Avô e se muda para sobradinho junto com Francisquinha onde conhece Pernambuco Nogueira advogado que ira lhe orientar sobre como recuperar as terras que os vizinhos roubaram.
Ele é ameaçado de morte por Cicarino um dos vizinhos que haviam invadido as terras de seu avô, mas logo a paz é restabelecida e Sobradinho prospera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rafaela Arruda



Mensagens : 20
Data de inscrição : 20/04/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 10:22 pm

Já em sua juventude, Ponciano deixa crescer sua barba e continua levando sua vida de safadezas em casa de moças "desencaminhadas'. Porém após a morte se seu avô, que deixa tudo para o neto inclusive sua patente,este volta para morar na fazenda Sobradinho junto com Francisquinha. Já na fazenda, Ponciano conhece Pernambuco Nogueira, um advogado que o ajuda a recuperar as terras perdidas para os vizinhos. Por não saber como manter uma fazendo e seu gado, Ponciano contrata Juquinha. E logo começa a pensar em se casar mas rapidamente recusa a proposta de uma prima, por ser um " bambu vestido ". Apesar de ser ameaçado de morte por Cicarino, ele resolve a situação e vira amigo de Cicarino e a fazenda tem bons resultados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor Hugo



Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 11:21 pm

Em sua juventude, Ponciano deixa a barba crescer e continua vivendo na safadeza e vadiagem. Porém ao ser avisado sobre a morte de seu avô foi obrigado a mudar de vida, já que herdou as patentes e terras do mesmo.
É nessa situação que ele conhece Pernambuco Nogueira, advogado que nesse primeiro contato ajuda Ponciano a tomar as terras que são dele por direito.
Posteriormente ele tem sua vida ameaçada por Cicarino, mas consegue reverter a situação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lidia Silva



Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Sab Ago 15, 2015 11:43 pm

Na juventude de Ponciano,ele deixo a barba crescer e continua a viver uma vida de safadeza e folia.Com a morte de seu avô Simeão ele herda as terras e a patente de Coronel,assim ele é obrigado a mudar de vida e administrar tudo que seu avô deixou sabendo que alguns vizinhos mal intencionados estavam invadindo as terras que a ele pertenciam contratou um advogado Pernambuco Nogueira.Depois ele é ameaçado de morte mais consegue reverter a situação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bruna Lemos



Mensagens : 7
Data de inscrição : 16/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 9:11 am

Ponciano, em sua juventude deixa sua barba crescer e continua vivendo na vadiagem. Mas com a morte de seu avô, que lhe deixou de herança toda a sua riqueza se mudou para Sobradinho com Francisquinha. Por não ter conhecimento sobre terras, Ponciano resolve levar Juquinha Quintanilha que o ajudou muito na administração de sua terras. Além disso, Ponciano recebe uma proposta de casamento, mas não aceita, pela moça ser muito magra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Avelar



Mensagens : 27
Data de inscrição : 12/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 1:24 pm

Devido à perda do avô, Ponciano, homem já barbado e de voz grossa, é obrigado a deixar seu estilo de vida regado à farras,mulheres e ócio e depara com a enorme responsabilidade que caiu em seus ombros, pois agora além de proprietário de vastas porções de terra, também herdou a patente de coronel e com ela suas responsabilidades.E nesse encargo que caíra sobre seus ombros,Ponciano vistoria todas as suas terras pois,"oque engorda o gado é o olho do dono",além de resolver problemas quanto a disputa de terras na justiça,quando vai ser ameaçado de morte,acabando,no entanto,tudo bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Luísa Nicoli



Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 1:30 pm

Ponciano em sua juventude continua vivendo de forma inadequada e deixa a sua barba crescer. Apôs a morte do avô de Ponciano, ele herda sua herança e vai viver no Sobradinho com Francisquinha. Logo após ele rejeita o casamento com sua prima pois a acha muito magra. Ele é ameaçado de morte por Cicarino Dantas mas depois fazem as pazes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor Rocha



Mensagens : 29
Data de inscrição : 18/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 1:43 pm

Ponciano cresceu e continuou na vadiagem. Em uma noite em um bordel, recebeu a noticia de que seu avô tinha falecido. Ele como neto herdou as terras, a fazenda e o titulo de coronel de seu avô. Assim ele foi morar na fazenda com francisquinha e Juquinha Quintanilha como o objetivo de ajudar Ponciano na fazenda. Ele acaba tendo problemas com seus vizinhos sobre os limites do terreno, por isso acaba conhecendo o advogado Pernanbuco Nogueira que o ajudo nesse conflito. Ponciano também recebe proposta de casamento de sua prima, mas recusa por alegar ser execivamente delgada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luiza Rodrigues



Mensagens : 18
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 2:18 pm

Já na juventude,Ponciano deixa a barba crescer e continua com seus atos de sem-vergonhice.
Após a morte de seu avô,Ponciano herda toda a riqueza,tendo que se mudar para Sobradinho.
Ponciano recebe a ajuda de Juquinha Quintanilha para cuidar das terras herdadas.
Ponciano recebeu a proposta de se casar com uma prima,mas recusou por ela ser magra demais.
Ponciano e Cicarino Dantas se desentendem e Ponciano acaba sendo ameaçado de morte por Cicarino,mas depois tudo se resolve entre os dois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nicole Valadares



Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/11/2014
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 4:11 pm

Ponciano continua vivendo com suas vadiagens, sem tomar um rumo para sua vida, até que é avisado que seu avô havia falecido. Nisso ele herda as terras da fazenda Sobradinho e resolve tomar um novo rumo para a vida. Lá ele conhece Pernambuco Nogueira, advogado, que o ajuda a retomar suas terras que estavam sendo invadidas, após até ameaça de morte.
Ponciano quer se casar, recebe uma proposta de uma prima que é recusada, por ela ser bastante magra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Júlia



Mensagens : 9
Data de inscrição : 20/04/2015
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 4:24 pm

Ponciano (com voz grossa, e barba grande) em sua juventude é obrigado a abandonar sua antiga vida boêmia devido à morte de seu avô. Tendo herdado as riquezas e patente de Coronel, volta para Sobradinho. Ponciano enfrenta muitos desafios como a invasão de suas posses por seus vizinhos (onde o Coronel vence a causa, pois entra na justiça com a ajuda de Pernambuco Nogueira), sua falta de entendimento quando o assunto é cuidados com a fazenda (coisa que Ponciano também supera por ter a supervisão de Juquinha Quintanilha) e ser ameaçado de morte (tal desentendimento vindo de Cicarino, mas resolvido no futuro). Vale ressaltar ainda que o Coronel queria uma esposa, e recebeu uma proposta de se unir em matrimônio com uma prima, mas o recusou por esta ser muita esguia, "um bambu de vestido".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Arruda



Mensagens : 26
Data de inscrição : 20/11/2014

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 4:46 pm

O coronel deixa crescer a barba e continua com sua vadiagem.Mas recebe a noticia que seu avo falece e acaba herdando a patente e suas terras.
Com isso Coronel volta a morar na fazenda e conhece o Nogueira que é o advogado que ajuda na retomada das terras.
Coronel também chega a ser ameaçado de morte por Cicarino e chega a andar com homens ao seu redor para sua proteção mas logo essa situação e resolvida pois eles fazem as pazes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julia Couto



Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/08/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   Dom Ago 16, 2015 4:47 pm

O Coronel Ponciano não parou com suas "sem-vergonhisses” que fazia.
Até que um dia seu avô faleceu.
Coronel resolveu ir morar na fazenda de seu avô, o Sobradinho.
Ponciano decide tomar posse sobre as terras e junto a moça que seu avô teria enviado para cuidar, decide mudar-se para lá.
Coronel como não entendia de quase nada relacionada a terras, bois, resolve chamar Juquinha Quintanilha um homem que vai ajudar a coronel.
Com o tempo Ponciando vai tomando jeito com a fazenda, um dia recebeu uma proposta de casamento, para se casar com a prima, recusou, por ela ser magra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 2 - A Juventude e os Afazeres
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Caçador do Vazio - Capítulo - 4 - Irmão Caçador.
» Fic - A Legião - CAPÍTULO 5 POSTADO!
» A Rainha das Lâminas - Capítulo - 2 - O Véu de Raiva.
» TKCast Leitura de Capítulos #05 - Capítulo 5
» Cajado da Redenção - Capítulo 09 - Confissão.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Literatura CNEC :: O Coronel e o Lobisomem (José Cândido de Carvalho)-
Ir para: