Literatura CNEC

Fórum destinado à discussão de obras literárias. O objetivo deste fórum, além disso, é substituir a avaliação tradicional, e fomentar reflexões mais profundas.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Resenha Crítica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Ana Júlia Defeo



Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/04/2015

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Qui Ago 18, 2016 9:25 pm

"O Cortiço", de Aluísio Azevedo é uma obra do Naturalista que relata como era viver numa estalagem que abrigava diversas personagens com situações - econômicas, sociais, raciais e psicológicas - distintas. Assim, utilizando de características desse movimento literário (zoomorfismo, patologia, determinismo e evolucionismo), o autor ironiza e denuncia tabus e problemas da sociedade. Durante a narrativa, são criticadas Instituições (como o casamento - por meio do adultério e as uniões apenas para a ascensão social), o alcoolismo (Piedade e seu problema com bebidas), exploração (João Romão e Bertoleza), preconceito (portugueses x brasileiros x negros africanos). É possível notar também, a prosopopeia do Cortiço em trechos como "Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas.".O livro é narrado em terceira pessoa onisciente e foi escrito numa época que transformações urbanas ocorriam na capital carioca.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nicole Valadares



Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/11/2014
Idade : 17

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Qui Ago 18, 2016 10:25 pm

O livro de Aluísio de Azevedo, "O Cortiço", escrito no século XIX, faz uma análise da sociedade caracterizada, na obra, pelo naturalismo, no qual os personagens são animalizados e objetos são personificados. No meio em que a obra se desdobra, são notados diferentes tipos de comportamentos que são considerados socialmente incorretos, demonstrando, assim, a realidade retratada de forma fiel no contexto em que se vivia. É claramente visto que João Romão - homem ganancioso e desonesto - representa o capitalismo dos nossos dias atuais, pautado na acumulação de riquezas. Podemos citar o fato da realidade miserável descrita pelas escritores da época com um bruto rompimento do romantismo que possuia um amor idealizado, em controvérsia ao livro onde ocorria prostituições.


Última edição por Nicole Valadares em Qui Ago 18, 2016 11:18 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Julialino



Mensagens : 2
Data de inscrição : 18/08/2016

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Qui Ago 18, 2016 10:32 pm

A obra de Aluísio de Azevedo ‘’O Cortiço’’ é um romance social naturalista, que retrata a vida de personagens em um cortiço, que apresenta as desigualdades e as dificuldades vividas na época. Além disso, mostra também, a ambição e a exploração do homem por ele mesmo. O autor prioriza a animação dos personagens (zoomorfização) apresenta correntes filosóficas como determinismo e o darwinismo e representa fielmente a realidade e denúncias as mazelas sociais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leandro Libério



Mensagens : 29
Data de inscrição : 25/11/2014

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Qui Ago 18, 2016 11:55 pm

A obra de Aluísio de Azevedo, denominada O Cortiço, tem um forte caráter naturalista, realista e determinista. O livro causou muitos impactos para a época que passou por um longo período com o Romantismo, onde tudo é belo e gira em torno do amor. Aluísio em sua obra retrata as condições precárias que os moradores do cortiço se submetiam, tanto de vida como o lado negro de suas personalidades.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo Emílio 02



Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/08/2016

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Sex Ago 19, 2016 12:02 am

A obra veio retratar, através da experiencia, a sociedade brasileira da época. Sendo uma importante representante do Naturalismo, encontra diversas características do mesmo ao longo da narrativa. A obra valoriza o coletivo de forma que intensifica o determinismo e o zoomorfismo, sendo que, ao longo da historia as personagens são comparadas à animais. Ao longo do livro, é possível observar a humanização do cortiço em diversos trechos, como quando diz-se que o cortiço acordava.
A narrativa faz uma analise patológica e biológica dos personagens, retratando não só pessoas marginalizadas pela sociedade, como também membros da classe alta. Através da situação de Pombinha, é possível confirmar a exclusão ao tema romântico vindo dessa manifestação literária, o Naturalismo, percebendo-se também através dos temas abordados: acumulação de riquezas, adultério, preconceito ao pobre, casar por dinheiro e a falta de responsabilidade por parte de diversos trabalhadores representados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanni Avelar



Mensagens : 27
Data de inscrição : 12/11/2014

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Seg Ago 22, 2016 12:21 pm

Aluísio de Azevedo em sua obra "O Cortiço" tem um dos pontos mais altos do naturalismo brasileira. Podendo ser considerada um "romance de tese", a obra busca retratar as correntes cientificas e filosóficas que eclodiam na Europa, e posteriormente no Brasil, no final do século XIX, época em que foi escrita, em conjunto com uma visão realista e objetiva da sociedade, pontuando sempre seus pontos negativos e perversos. Desta maneira, todo o enredo é repleto de um determinismo acentuado, sendo os personagens fruto do meio que os envolvem, além do zoomorfismo, os personagens são movidos por instinto e desejos,inclusive com suas ações comparadas à de animais a todo momento, em contraste com o cortiço, este personificado. A obra, assim como todo o movimento naturalista, assume uma importância histórica enorme, pois com seu "anti-romantismo" retrata uma leitura da sociedade que destaca e denuncia suas mazelas, assim como indaga tabus que até hoje persistem em nosso meio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor Hugo



Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/11/2014

MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    Ter Ago 23, 2016 2:21 pm

O Cortiço, consegue reunir em um único ambiente pessoas de várias classes e etnias, e por muitas vezes é tratado pelo próprio livro como "algo vivo"
A obra também critica vários pontos negativos de nossa sociedade, principalmente nas mazelas sociais, como o alcoolismo, a prostituição, o adultério, a corrupção, etc.
É interessante destacar os vários assuntos polêmicos dentro da história, o que é surpreendente principalmente considerando a época de publicação do livro.
No mais "O Cortiço" é uma obra extremamente descritivista, e podemos citar alguns traços naturalistas da obra, como o zoomorfismo e o determinismo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Resenha Crítica    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Resenha Crítica
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Marcação Magnética
» Resenha "Somente o Básico": Star Trek Fleet Captains
» Speedy fibra ótica
» Declinação Magnética. Como Corrigir? Entre aqui e atualize
» Coleção temática s/os Papas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Literatura CNEC :: O Cortiço (Aluísio Azevedo)-
Ir para: